A pandemia atacou os olhos… Ou, consequências das mudanças de comportamento

Com a pandemia, e as pessoas passando mais tempo em casa, vendo mais filmes, lendo mais livros, passaram a usar com maior intensidade os olhos, e muitos foram descobrindo que estava mais que na hora de atualizar os óculos. Com isso, o aumento nas consultas aos oftalmologistas cresceu de forma significativa, refletindo-se no movimento das óticas.

Uma das maiores redes de venda de óculos, a Chilli Beans, antes da pandemia vendia 80% de óculos escuros e 20% de óculos de grau. Com a pandemia, as vendas igualaram-se, 50% a 50%.

Comentando sobre essa mudança em seu negócio, Caito Maia, criador e gestor da Chilli Beans, e em entrevista ao Estadão, revelou mais algumas componentes de seu posicionamento, e razão do sucesso de sua empresa…

  • Preço justo – “Não dou desconto. Acredito em preço justo há 23 anos. Tenho amigos donos de marcas que depois de menos de dois meses de cada lançamento concedem descontos de 70%. Em meu entendimento essa é uma relação errada com o consumidor”.

Caito não disse, mas, essa política de lançar com um preço elevado e conceder descontos substanciais poucos dias depois é suicídio. A marca perde a credibilidade das pessoas que passam a rejeitar seus lançamentos, portanto, gerando desconfiança, e pior ainda, traumatizando para sempre os que compraram nos primeiros dias, com o preço cheio, e sentiram-se enganados, dias ou semanas depois.

Lojas físicas e comércio eletrônico – Segundo Caito – e concordamos – “as lojas físicas não vão desaparecer. E caso ofereçam uma experiência de excepcional qualidade vão mesmo é se fortalecer”.

Numa de suas perguntas, o jornalista que fez a entrevista pinçou uma das frases de Caito, e que converteu na manchete: “Eu não vendo produto, vendo uma história”.

Primeiro, não sabemos se foi exatamente dessa maneira que Caito disse. De verdade, a fórmula correta de dizer isso é que as pessoas não compram óculos, compram todos os serviços agregados no próprio óculos, e que embalam, física e emocionalmente o óculos. O design, a qualidade, a durabilidade, a postura dos funcionários de suas lojas, a narrativa da empresa, a narrativa do Caito, e a certeza de estarem agregando beleza em seus rostos e pessoas. Claro e óbvio, além de uma visão de qualidade.

Assim, a história, em linguagem mais precisa, a narrativa, e todas essas componentes que relacionamos fazem parte do produto Chilli Beans, e em seu conjunto traduzem os serviços que o produto – óculos – presta.

E que fazem da Chilli Beans, com total merecimento, um dos grandes “cases” de sucesso das últimas duas décadas.

Tags:

Deixe uma resposta