55 (11) 3065-6464 madia@madiamundomarketing.com.br

CDBs - Os “Cupins do Bem”

6
dez

tarja-341

 

 

Se existe alguma coisa de positivo e regenerador nos tempos em que vivemos é a presença e manifestação dos cupins dos bens.

Chegam de mansinho, silenciosamente, e quando as instituições convencionais e acomodadas se dão conta o estrago está feito e é definitivo. Uma mudança por completo no campo dos negócios. Um oceano verde. De esperanças e perspectivas de mudanças e em direção a um mundo melhor e mais verdadeiro, o Admirável Mundo Novo.

Isso vem acontecendo de forma mais consistente e rápida no mercado financeiro, com o ataque das fintechs sob todos os ângulos e direções, e levando as instituições clássicas à loucura.

Não é que nunca mais serão as mesmas. Todas elas, hoje, já reconhecem estarem diante de um tsunami de cupins disruptivos e se não conseguirem se reinventar a tempo têm lugar garantido no museu dos novos dinossauros, setor financeiro. 3ª porta a direita.

Outro território invadido pelos cupins disruptivos é o da saúde. E a revolução está em processo e ninguém mais consegue nem segurar, nem evitar, nem prevenir. Os mais sensíveis e inteligentes antecipam-se e partem para a ocupação do território ainda no tal de oceano vermelho. Muito provavelmente, todas as batalhas acontecerão no oceano verde, que um dia, quem sabe, será azul.

Especificamente na saúde, em que momento da disrupção nos encontramos?

Nos últimos dois anos, por infinitos motivos e razões, muito especialmente sob o viés econômico e  profunda decepção com o serviços prestados, 2,5 milhões de pessoas abandonaram os planos de saúde.

Quase todas essas pessoas retornaram aos velhos e bons médicos que agora estão mais receptivos a uma negociação, e, principalmente, as novas clínicas médicas de tickets que cabem no bolso e se multiplicam inicialmente pelas metrópoles e grandes cidades. Todos os dias, em todo o Brasil, de 2 ou 3 clínicas abrem as portas.

Meses atrás, no Valor, a fotografia de três dessas clínicas: Dr. Consulta, desde 2011, cobre 56 especialidades, consultas entre 80 e 140 reais, 46 unidades até o final deste ano.

Doctor Med, desde 2009, 35 especialidades, consultas a partir de 80 reais, 100 unidades até o final de 2020.

Clínica Fares, mais antiga e pioneira, desde 1988, 51 especialidades, 80 a 200 reais a consulta, 20 unidades até 2020.

Também, no Estadão, uma matéria tratando do mesmo assunto. Depoimento de Eneide Monteiro, há dois anos desempregada: “Como tenho 45 anos, um plano individual com a cobertura que eu tinha quando estava empregada custa 850 reais… Mudei para as clínicas particulares… “O que pagaria por mês é praticamente o que eu hoje gasto por ano”.

É isso, amigos, a disrupção em marcha. Silenciosa mas definitiva. Ah, e acelerada! Os CDB – Cupins disruptivos do Bem – trabalham 24 por 24 inclusive sábados e domingos. Quando os dinossauros se derem conta será tarde demais.

FRANCISCO MADIA, especial para o MMM.

servicos

Receba a news do Landmarketing

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *