55 (11) 3065-6464 madia@madiamundomarketing.com.br

Categoria - Landmarketing

14
jun

Caminhões ladeira abaixo

  “Sou grande porque respeito os pequenos”. – Parachoque de Caminhão.  Tudo bem, os automóveis despencaram e jamais voltarão a ter o brilho e a atratividade que um dia tiveram. Pela crise conjuntural – menos – e pela crise estrutural – mais -, perderam quase 10 posições no “shopping list” dos jovens. Mas o que …

14
jun

Memorabilia Marketing 062017 – Derivativos em Marketing

O ano era o de 1995. Uma terrível doença dizimava pessoas de todas as “cores”. Em especial, a comunidade gay. E foi então que alguém decidiu apostar num novo derivativo. No início, revolta geral. Semanas depois, muitos passaram a admirar e valorizar os apostadores. Madia.  “Procure sempre fazer sóbrio, o que você disse que faria …

14
jun

Memorabilia Marketing 072017 – Amargo Regresso

O ano era de 1995. As piadas de péssimo gosto e utilização de situações dramáticas, e limítrofes de forma deplorável levou uma marca extraordinária ao pior dos infernos. De onde, e até hoje, 22 anos depois, ainda não saiu por completo. Marketing não é para principiantes e muito menos irresponsáveis. “Be careful what you pray …

7
jun

Nada é para sempre

    Aconteceu naturalmente. Nada planejado. Decidiu-se fazer uma releitura. As pessoas gostaram e pediram mais. E uma segunda releitura, desembocou-se nas séries e franquias. O conteúdo prevaleceu. Sai Angelina e Pitt entram Power Rangers e Angry Birds. Num mundo do efêmero e fugaz as pessoas, quando gostam querem mais, e mais, e mais. O …

7
jun

A mágica dos pés pelas mãos

    Começa que essa mágica não existe. Impossível enfiar-se os pés pelas mãos. Muitas pessoas tentam. Nenhuma consegue. Algumas insistem e se machucam. O mágico delira. Até aqui, salvo pequenos exageros, fez tudo direito. Do zero a dois bilhões em poucos anos. E, dotado de energia descomunal e jorrando empreendedorismo aos borbotões Carlos Wizard …

7
jun

Não acreditem. No mood da Moody´S. Confie em você!

    A crise deixou de ser crise e virou o ambiente. E assim prosseguiremos até 1 de janeiro de 2019. A crise faz parte, é a realidade. Enquanto não conseguirmos uma nova situação de normalidade em nosso país, continuaremos assim. Mas, a economia está caminhando a passos largos em direção à estabilização e volta …