55 (11) 3065-6464 madia@madiamundomarketing.com.br

Arquivos -

21
jun

Quando 12 minutos viram 30

    Quando o gênio do McDonald’s – não foram os irmãos, não, os irmãos DIC e MAC McDonald; foi Ray Kroc, o vendedor de mix que associou-se aos irmãos e depois comprou o negócio e multiplicou quase ao infinito… Repetindo, quando o gênio do Mc, Ray Kroc estabeleceu as políticas da mais fantástica operação …

21
jun

O sangue dos inocentes

    Trinta anos depois, repetiu-se a história da ENCOL. Não precisava. Se todos fossem bons alunos, aplicados e atentos, e tivessem descoberto que na economia e nos negócios não existem milagres. Nem truques, macumbas e salamaleques. Junte jovens ambiciosos, e governantes incompetentes e corruptos, e a explosão está garantida. E que explosão! Era uma …

21
jun

Galpões da crise

    Mais adiante, quando a crise conjuntural que devasta a economia brasileira for estancada e o país voltar a crescer, muitas histórias ficarão pelo caminho. Galpões abandonados, e ou, eventualmente revocacionados, serão testemunhas de precipitações, equívocos e entusiasmos descabidos, que levaram a situações irreversíveis de rendição. No dia 4 de novembro de 2015 a …

14
jun

Caminhões ladeira abaixo

  “Sou grande porque respeito os pequenos”. – Parachoque de Caminhão.  Tudo bem, os automóveis despencaram e jamais voltarão a ter o brilho e a atratividade que um dia tiveram. Pela crise conjuntural – menos – e pela crise estrutural – mais -, perderam quase 10 posições no “shopping list” dos jovens. Mas o que …

14
jun

Memorabilia Marketing 062017 – Derivativos em Marketing

O ano era o de 1995. Uma terrível doença dizimava pessoas de todas as “cores”. Em especial, a comunidade gay. E foi então que alguém decidiu apostar num novo derivativo. No início, revolta geral. Semanas depois, muitos passaram a admirar e valorizar os apostadores. Madia.  “Procure sempre fazer sóbrio, o que você disse que faria …

14
jun

Memorabilia Marketing 072017 – Amargo Regresso

O ano era de 1995. As piadas de péssimo gosto e utilização de situações dramáticas, e limítrofes de forma deplorável levou uma marca extraordinária ao pior dos infernos. De onde, e até hoje, 22 anos depois, ainda não saiu por completo. Marketing não é para principiantes e muito menos irresponsáveis. “Be careful what you pray …